Recuperar dados

Um amigo me indicou o software (freeware) RECUVA para recuperar dados apagados. Fiz um teste e ele funcionou, interface simples… gostei.

Sabe aquelas músicas e arquivos em geral que você achou que tinha salvado antes de fazer a formatação e só depois deu por falta, ainda não estão perdidas! Basta efetuar a varredura do HD com Recuva antes de colocar qualquer coisa nele, então você pode procurar qualquer tipo de arquivo que foi perdido ultimamente.

O funcionamento desse tipo de programa é muito simples: ao deletar um arquivo, você envia a seguinte informação para o seu computador: “este espaço do disco rígido poderá ser usado se necessário” Portanto o arquivo continua ali até que algum outro ocupe seu espaço.
Recuva recupera apenas os arquivos que ainda não foram sobrescritos por outros dados quaisquer. Pode acontecer de um arquivo ter sido parcialmente sobrescrito e, nesse caso, ao efetuar sua recuperação ele virá com defeito.
O próprio software indica as chances de que o arquivo seja recuperado, através do marcador State. Excellent são arquivos em plenas condições de recuperação, Poor significa que partes deles poderão ser perdidas na recuperação e Very Poor equivale a dizer: dados irrecuperáveis.

Publicado por

Daniel Morais

Comecei na área de TI há um bom tempo (1991) com aqueles cursos de MS-DOS 6.22, WordStar, Lotus123, Dbase III Plus, etc. Adorei programar em Dbase III Plus utilizando Dbf; achei fantástico quando aprendi a programar em Clipper Summer 87 e posteriormente Clipper 5.x, que era muito estável em rede utilizando Novell NetWare. Desde então sou um fanático por TI. Hoje desenvolvo aplicações para Windows, Android, OS X e Linux utilizando Lazarus (free Pascal) . Blogueiro (www.infocotidiano.com.br, www.aprendalazarus.com.br, www.startdb.info). Além dos meus Blogs tenho um canal no YouTube o www.youtube.com.br/infocotidiano onde tenho mais de 1 Milhão de visualizações com vídeos de dicas diversificadas que vão desde solucionar um erro de impressão, curso sobre banco de dados, até criar software multi-plataforma utilizando o Lazarus.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *